Elisabete Jacinto esteve hoje na apresentação do percurso do Africa Eco Race 2018 uma iniciativa que decorreu no Museu Nacional do Desporto em Lisboa e que contou, para além da piloto de camião, com a presença do motard João Rolo que vai participar pela primeira vez nesta grande maratona africana.

Elisabete Jacinto demonstrou o seu entusiasmo ao conhecer em rigor o percurso desta prova e acredita que será um dos mais interessantes dos últimos anos:

“o Africa Race é sempre uma corrida muito bem organizada e este ano foram pensadas algumas situações muito interessantes nomeadamente a etapa maratona, chamada de 500 milhas, que vai acrescentar algumas dificuldades aos pilotos uma vez que serão feitos dois dias de prova sem que seja possível recorrer a assistência mecânica. Este rali é uma aventura singular que mantém a mesma filosofia dos primeiros ralis de todo-o-terreno e são estas características que verdadeiramente me atraem. Serão cumpridos cerca de 6000 quilómetros dos quais 4000 são cronometrados e a maioria das etapas variam entre os 400 e os 500 km por dia. O percurso é entusiasmante e espero conseguir alcançar bons resultados”, revelou a piloto.


Por ser o ano da celebração dos 10 anos do rali os organizadores preparam um percurso muito especial para esta edição da corrida ambicionando, acima de tudo, proporcionar uma aventura única a todos os que nela participam. Assim, a principal novidade do percurso para esta décima edição do Africa Eco Race prende-se com o facto de se regressar a territórios míticos nomeadamente Chinguetti e Ouadane, duas cidades da região do Adrar, bem como a realização de duas etapas circulares e uma maratona. Fazem ainda parte da rota deste Africa Race a passagem pelas magníficas dunas dos Erg Chebbi e Chegaga.

O Africa Eco Race continua a atrair muitos portugueses e está confirmada a presença de três equipas lusas. Desta forma, para além da equipa Bio-Ritmo®, que continua a ser a única formação portuguesa inscrita na categoria camião, as cores nacionais serão ainda representadas por João Rolo, Rui e Pedro Oliveira todos na categoria mota.

A partida da Europa está agendada para  31 de dezembro e o final será a 14 de janeiro em Dakar. O rali terá uma duração total de 17 dias, conta com 12 etapas que se dividem por Marrocos, Mauritânia e Senegal e um dia de descanso que será novamente realizado em Dakhla em Marrocos.


Comunicado Oficial