A estreia de Miguel Oliveira em pistas de terra e com uma máquina de 4 rodas foi a grande novidade da competição de 3 horas destinada aos SSV e que se disputou em paralelo com as famosas 24 horas de Todo-o-Terreno. O piloto que tantas alegarias tem dado aos portugueses por via do seu êxito em Moto2 pilotou um Can-Am Maverick X3 numa equipa onde teve como parceiros o ex-campeão de todo-o-Terreno Filipe Campos e o seu amigo e também piloto Pedro Ferreira.
Depois de uma curta adaptação tanto à máquina como à pista bastou, todavia, uma volta cronometrada para Miguel Oliveira averbar o 11º tempo:

“É duro. É preciso muita técnica para aguentar o carro, mas é giro. Tentei fixar o máximo da pista na volta que dei de jipe e depois foi reajustar e tentar fazer uma volta mais limpa possível” salientou o piloto de Almada após a primeira abordagem competitiva. No dia seguinte o arranque da equipa não foi bafejado pela sorte, mas os seus pilotos tudo fizeram para subir na classificação. No final Miguel Oliveira assumiu que quer repetir a experiência: “Foi uma corrida muito gira e sem dúvida que fiquei com curiosidade para repetir”.

Para Pedro Ferreira

“este foi essencialmente um projeto de amigos que se quiseram divertir experimentando uma máquina muito interessante e para a qual tivemos uma pista fantástica ao nosso dispor. Para mim foi fantástico estar aqui com o Miguel e o Filipe, mas também com muitos familiares e outros amigos que nos vieram apoiar”

salienta o piloto da PMF Racing.
Para o ex-campeão de todo-o-terreno Filipe Campos

“o fim-de-semana foi excelente. Tive a oportunidade de pilotar uma máquina fantástica numa pista que estava perfeita e ainda para mais em equipa com um piloto notável como é o Miguel Oliveira e com o meu amigo Pedro Ferreira”,

 salientou o piloto portuense que não esconde também que vai repetir sempre que surja a oportunidade.



Comunicado Oficial