Depois das jornadas encharcadas de Góis e do Gavião e das corridas quentes e empoeiradas de Loulé e Reguengos de Monsaraz será de novo a zona centro a receber a quinta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno onde se esperam corrida bastante competitivas. Com organização da Escuderia Castelo Branco a Baja TT do Pinhal sediada na Sertã vai também utilizar pistas dos concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros.
Patrão ausente. Maio e Bühler os candidatos à vitória
Na competição Moto António Maio e Sebastian Bühler são os candidatos à vitória. O campeão António Maio (Yamaha) lidera com duas vitórias já conquistadas esta temporada. O jovem Sebastian Bühler (também em Yamaha) soma igualmente dois triunfos, mas falhou uma prova.
Mário Patrão (KTM) já mostrou estar ao nível dos adversários, mas sofreu uma queda na derradeira corrida onde apesar de ter ido ao pódio o coloca de fora desta corrida.
Outras participações a seguir com atenção são as de Luís Teixeira (Yamaha), na Classe TT3, António Pereira Na Classe TT2 e Fernando Ferreira (Yamaha), David Megre (KTM) e Martim Ventura (Yamaha) na Classe TT1 aos quais se junta o piloto da Promoção Daniel Silva (Suzuki) que a jogar em casa pode surpreender.
Arnaldo Martins pode sagrar-se campeão na Sertã
Com quatro vitórias em outras tantas corridas disputadas, Arnaldo Martins (Suzuki) arranca com todo o favoritismo na competição Quad. Terá como principais adversários Filipe Martins (Kawasaki) e Joni Fonseca (Yamaha). Uma quinta vitória de Arnaldo Martins garantirá ao piloto de Cabeceiras de Basto o título nacional
Nos SSV são mais de uma dezena os candidatos à vitória
As corridas no SSV estão num nível de competitividade nunca visto. Na prova anterior os três primeiros terminaram separados por 17s. Um pódio com três pilotos de marcas diferentes Polaris, Yamaha e Can-Am e com todas elas a organizarem troféus ou taças cujos apoios são muito significativos.
Lidera o campeonato Bruno Martins piloto da CanAm e o primeiro a vencer esta temporada. Atrás dele estão três pilotos todos com os mesmos 50 pontos. Santinho Mendes vencedor no Gavião e Vitor Santos também pilotos Can-Am estão a par com João Lopes piloto Polaris que venceu nas duas corridas. Também piloto Polaris o atual campeão nacional está a somente dois pontos deste trio. Separados por 1 segundo em Reguengos e por 1 ponto no campeonato estão João Monteiro a jovem revelação da temporada e o experiente Ricardo Carvalho segundo em Reguengos e que venceu a edição 2016 desta prova beirã.
Todos eles são candidatos à vitória numa lista que não se esgota por aqui com uma lista de quase 60 inscritos onde pontuam pilotos como Ruben Faria, Pedro Grancha, Rui Serpa, Pedro Carvalho ou Francisco Esperto
338 quilómetros cronometrados
A Baja TT do Pinhal arranca na sexta-feira com um prólogo de 9,57km’s que se realiza junto à Pista de Aviação das Moitas, em Proença-a-Nova seguindo-se um setor seletivo de 31,44km’s que termina na Sertã. No Sábado pilotos e equipas terão de cumprir um troço de 136,91km’s cronometrados, que vai ligar Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, ao qual se segue mais um setor seletivo de 160,04km’s com início e fim na Sertã.
Classificações (após quatro provas)
Moto: 1º António Maio (Yamaha), 90 pontos; 2º Sebastian Bühler (Yamaha), 70; 3º Mário Patrão (KTM) 68; 4º Luís Teixeira (Yamaha), 50; 5º David Megre (KTM), 38.
Quad: 1º Arnaldo Martins (Suzuki), 100 pontos; 2º Filipe Martins (Kawasaki), 40; 3º Vitor Caeiro (Yamaha), 29; 4º Luís Pimenta (Suzuki), 22; 5º Fábio Ferreira (Yamaha), 20.
SSV: 1º Bruno Martins (Can-Am), 65 pontos; 2º Pedro Mendes (Can-Am), Vitor Santos (Can-Am) e João Lopes (Polaris), 50; 5º João Dias (Polaris) 48;


Comunicado Oficial