Rally-Raid Portugal 2024: Luís Portela Morais em terceiro no Rally Raid Portugal

 O bp Ultimate Adventure Team esteve hoje em evidência na etapa portuguesa do Campeonato do Mundo de Rally Raid ao ver a dupla formada por Luís Portela Morais e David Megre, aos comandos de um OT3, a conquistar o terceiro lugar da classificação da categoria Challenger.

Os 253Km cronometrados da quinta e penúltima etapa do bp Ultimate Rally Raid Portugal, que levou a comitiva da prova novamente até Grândola, correram de feição à dupla que nos últimos dias tem registado uma série de problemas no OT3 de competição. Mas, Luis Portela Morais e David Megre conseguiram hoje realizar uma jornada positiva que lhes permitiu obter um bom resultado “na etapa de hoje começámos tranquilos e sem arriscar. No entanto, no ponto intermédio percebemos que estavamos a perder algum tempo e, assim, decidimos atacar para recuperar o tempo perdido. Infelizmente, depois de uma neutralização, tivemos de parar cerca de quatro minutos porque ficámos sem acelerador. Entretanto tentámos recuperar ao máximo e remediar o que tínhamos perdido e no final alcançámos um bom resultado. Ainda não foi uma etapa limpa como ambicionamos, mas vamos continuar a trabalhar para isso. Esperemos que seja amanhã ”, revelou Luís Portela de Morais que se encontra no 20º posto da classificação geral da categoria Challenger.

Martim Ventura, que também tem registado alguns problemas na Husqvarna de competição, foi hoje o 12º classificado na geral das motos e quinto entre os Rally 2 “hoje a maré de azar continuou. Ontem tive um problema elétrico na moto e achámos que tínhamos resolvido a situação. Mas, hoje de manhã a mota não pegou. Devido a esta situação perdemos uma hora a tentar resolver o problema e parti para o troço 15 minutos à frente dos carros o que foi um bocado stressante. Está a ser um rally de alguns azares para mim, no entanto, estou a aprender muito, o que também é importante” refere Martim Ventura que assume a posição 52ª na classificação geral das motos e é o 31º entre os Rally 2.

Relativamente a Miguel Barbosa e Luís Ramalho, que competiam nesta prova inédita organizada pelo Automóvel Clube de Portugal aos comandos de um Taurus, viram-se forçados a abandonar a prova devido a uma série de complicações técnicas verificadas ao longo dos dias de corrida.

Amanhã disputa-se a derradeira etapa do BP Ultimate Rally Raid Portugal, com 144 km dos quais 102 serão disputados ao cronometro. O dia será dividido em dois setores seletivos, o sexto e sétimo, com partida e chegada em Grândola.

 

Foto: Imagens Desportivas

Comunicado Oficial