Dakar 2023: Mário Patrão não desiste de lutar no Original by Motul

 

Mário Patrão continua em destaque na 45ª edição do Rally Dakar. O piloto apoiado pelo CRÉDITO AGRÍCOLA voltou a ser segundo na etapa de 113 km cronometrados que hoje ligou Haradh e Shaybah, a 10ª desta edição.

O piloto apoiado pela LUSÍADAS SAÚDE mantém-se assim na terceira posição da classificação geral da classe - na qual os pilotos têm a árdua tarefa de efetuar por si só a assistência às suas máquinas - que ocupa há seis etapas consecutivas, continuando por isso na luta pelo segundo lugar absoluto.

A jornada de hoje, embora curta não se revelou menos exigente para toda a comitiva. A longa ligação de mais de 509 km até ao bivouac ocupou grande parte do dia. Para Mário Patrão, Campeão do Mundo Cross Country Rallies Veteranos, apoiado pela BAHCO: “hoje o dia correu dentro da normalidade. Houve somente um pequeno percalço mecânico que penso que ainda advém dos problemas causados pela utilização de gasolina adulterada com água, mas creio que está já tudo resolvido para amanhã. Tenho descansado muito pouco à custa do tempo extra que a mecânica me tem obrigado a fazer. A etapa foi muito longa, foram muitos quilómetros em cima da mota, a ligação foi enorme e é impossível não acusar cansaço, mas estamos prontos para o dia que se segue”, revela o piloto.

Amanhã, dia 12 de janeiro, Mário Patrão, que também conta com o apoio da GARCIA & GOUVEIA – SERRALHARIA CIVIL, bem como todos os concorrentes vão enfrentar a primeira parte da etapa maratona, uma jornada que pressupõe que à chegada ao bivouac os pilotos não possam contar com a sua equipa de assistência. Para o piloto de Seia que já tem a árdua tarefa de efetuar diariamente a assistência à sua própria moto, para si, todos os dias têm a mesma exigência de uma etapa maratona. A especial que ligará Shaybah ao Empty Quarter terá um total de 426.27 km, sendo que 273 km serão disputados em contrarrelógio.

 

Comunicado Oficial