Baja de Loulé 2021: Luís Cidade prejudicado

 

Luís Cidade, campeão Júnior e vice-campeão nacional SSV em 2020, terminou precocemente a Baja TT Loulé, a segunda prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno Road to Dakar na sequência de uma saída de pista que provocou danos irreparáveis no seu Can-Am.  O piloto do Team Can-Am Off Road Portugal teve que percorrer mais de 10km no pó de um adversário que, ao ser apanhado em pista, já estava a perder quatro minutos, mas não lhe cedeu a passagem conforme mandam as regras. Essa situação dificultou a visibilidade do jovem piloto de Matosinhos o que esteve na origem do acidente.

O piloto apoiado pela estrutura Skywalker Racing Management, de Tiago Monteiro, estava a fazer uma boa corrida conseguindo imprimir um andamento rápido, mas a má experiência que teve a meio do primeiro setor seletivo acabou por ditar a desistência:

“num Campeonato como o nosso, que é considerado o melhor da Europa, é desmotivante ter de viver certas situações. Eu já lhe estava a ganhar muito tempo e ele não me cedeu passagem. Tive de andar cerca de 10 km no pó dele e foi até bater. Apanhei-o mal sai da assistência, ele estava 50 metros à minha frente e ativámos logo o sentinel. Eles deram-nos o ok, mas nunca mais pararam. Isto não pode acontecer com pilotos ditos experientes. Assim que entrámos numa curva com má visibilidade acabámos por sair da pista e tivemos o acidente. Acabou a nossa corrida aí porque o carro ficou muito danificado. É frustrante terminar mais cedo uma prova que até estava a correr bem e principalmente pela forma como tudo aconteceu”,

explicou Luís Cidade.

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno Road to Dakar terá agora a sua pausa de verão e regressa em setembro para o Raid TT da Ferraria.

 

Comunicado Oficial

SSV
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20

Don't try this at home