CPT 4x4: Marco Polónio vence em Valongo

 

Vamos recuar 19 meses. Até 8 de março de 2020. Uma semana antes de o país ficar em confinamento Valongo recebia a 1ª etapa do Campeonato Portugal de Trial 4x4. O arranque era positivo e a expectativa para a época eram enormes. A pandemia obrigou primeiro à suspensão das provas e depois, ao seu cancelamento. Foram muitas as incertezas e as dúvidas mas finalmente, em outubro de 2021, o CPT4x4 está de regresso às pistas… e mais forte do que nunca.
Em Valongo estiveram 24 equipas inscritas. Uma das grelhas mais completas de sempre numa prova inaugural!

 

MARCO POLÓNIO ENCONTROU O SEU CAMINHO

Marco Polónio (Malpevent Team) não podia desejar um começo mais promissor! Logo de manhã conseguiu o melhor tempo do prólogo, arrancou em primeiro e nunca mais de lá  saiu! Terminou a resistência com 3 voltas de avanço. Acompanhado por Daniel Esteves ganhou à classe e também em termos Absolutos.
Na segunda posição da Super Proto, com menos 3 voltas do que o vencedor ficou Cláudio Ferreira (Auto Higino). O piloto da Auto Higino, e ainda campeão em título, andou grande parte da prova na roda de Marco Polónio. Um pequeno toque no carro de outra equipa fez estragos e obrigou a uma paragem de alguns minutos.
O pódio Super Proto fica completo com o estreante Daniel Carapau (G&C Trial Team XS5).  Há muitos anos no trial 4x4, inclusive como chefe de equipa, em 2021 resolveu assumir o volante de um novíssimo Proto XS5 e deu nas vistas em Valongo
Naturalmente, com 1 prova realizada, lideram a classificação, tanto em Super Proto como em termos absolutos.


ANTÓNIO SILVA REPETE VITÓRIA DE 2020

Na classe Proto, António Silva (Canelas Pneus) repetiu em 2021 o primeiro lugar alcançado em março de 2020. Novamente acompanhado por Tiago Santos completou 15 voltas ao circuito e assegurou o primeiro lugar da classe e 3º em termos Absolutos.    
Rui Nunes e Sandro Almeida voltaram à competição. A equipa Veículo Longo Team já tinha disputado a Promoção, mas em 2021 aventura-se na Proto. Uma estreia vitoriosa em Valongo, prova que nunca tinham conseguido terminar.
Carlos e Rafael Gomes (Rafael e Gomes) também subiram de classe. Na etapa de 2020 correram em Extreme, mas em 2021 concorrem em Proto. Terminaram com 8 voltas ao circuito, menos 7 do que o vencedor.

CLASSE EXTREME COM ESTREANTES

 António Moreira (Valclima) chegou, viu e venceu na classe Extreme. Teve uma vitória muito confortável e coroa a estreia no CPT4x4 com a medalha de ouro. 

 Nota para a estreia de Armando Sousa e Jorge Teixeira (Trasngatão) que ficaram em segundo, com 8 voltas ao circuito de Valongo

PROMOÇÃO MUITO DISPUTADA

 Na classe Promoção Tiago Costa (SuperPrint) foi o vencedor. Em 2019 experimentou a classe FUN, em 2020 evoluiu para a Promoção e deixou bons indicadores com a vitória aqui em Valongo. Em 2021 repetiu a proeza e com 10 voltas foi o primeiro classificado da classe.
 Com as mesmas voltas, mas menos 19 segundos do que os vencedores, ficou Carlos Teixeira (Tasco do Stand & RC Automóveis)
Pedro Pereira (CleanTT) completa o pódio da Promoção, com 7 voltas em 1 hora, 30 minutos e 37 segundos.
 Já na classe FUN Luís Silva e Carlos Grilo da equipa Bichos do Mato foram os vencedores.


 Desde 2013 que Valongo integra o Campeonato, mas nem por isso vai ficando mais fácil para as equipas competir aqui. Pelas características cada vez mais naturais da pista, e a sua transformação conforme as condições climatéricas, há sempre muitas dificuldades para transpor

 

Comunicado Oficial
 

TRIAL E OFFROAD
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Don't try this at home